sábado, 13 de agosto de 2011

Sabe amor, eu sou a Sr. estranha, aquela que acaba assustando os outros por transformar tudo em trechos complexos demais, obviedade de menos, definições aleatórias, e mais mil outros excessos e ausências que você nem imagina. Eu sou a mulher mais intensa que eu conheço, mas eu sei ser leve quando é pra ser. A verdade é que eu tenho pavor a qualquer definição, a qualquer limite, a qualquer coisa intacta. Eu sinto tédio dessa gente intocável, que vive no meio termo pra manter um equíbrio água com açucar e levar suas vidas mais ou menos por medo de se entregar pelo que for. Eu vejo por ai que ninguém quer ser normal, ainda que todos tenham medo de não ser.Você também vê?
Essa grande merda, pelo medo de se perder e se achar de vez.



3 comentários:

  1. "Eu sinto tédio dessa gente intocável, que vive no meio termo pra manter um equíbrio água com açucar e levar suas vidas mais ou menos por medo de se entregar pelo que for"

    Eu sinto.

    ResponderExcluir